Associação Portuguesa do Cavalo Árabe

Associação Portuguesa do Cavalo Anglo-árabe

Associação portuguesa do Cavalo luso-árabe

 

horizontal rule

Acolhimento Topo

horizontal rule

 

Acta da 1ª reunião de Criadores e Proprietários de Cavalos PSA

- na Quinta da Figoeira, aos 31/01/2002 –

 

A reunião teve lugar em casa de Manuel H. Domingues Heleno, Presidente do Stud Book do PSA, e teve início às 19 horas. Para ela foram convidados os Criadores e Proprietários de Cavalos Árabes, conhecidos na APCRS, sejam eles seus sócios ou não.

Estavam presentes: Eng. João Nogueira Lopes Aleixo, José Manuel Matos Arroja, Vasco Mira Godinho Avó, Dr. Mário Barbosa, Dr. Olívio Lopes Dias, Nicole Auger, Dr. António Abreu Freire, Luís Miguel Barradas Lopes, José Adriano Murteira Martins, Dr. Felipe A. Castro Nunes, Pedro Rosazza Ferraris de Saldanha, Josef Shreiber e Ania Shreiber.

Informaram estar impedidos: Pedro Manuel R. Morgado Barreto, Pedro Nuno Figueiredo Cravo, Eng. Fernando de Castro Van Zeller Palha e Eurico Raposo.

Foram sucessivamente abordados os diferentes pontos da Agenda da Reunião, em acordo com o resumo que segue.

 

1 – Introdução. Apresentação dos presentes

Manuel Heleno sublinhou que se tratava de uma reunião privada. Lembrou que, por intermédio da APCRS, somos actualmente membros da WAHO (Word Arab Horse Organization) que nos readmitiu, e que nos tornámos membros da ECAHO (European Conference of Arab Horses Organisations) de que foi durante os 3 anos de mandato o primeiro Presidente da Comissão de Desporto para a Europa; enfim, lembrou que temos agora um Stud Book organizado, completo, informatizado e que recebeu o aplauso internacional pela forma como concebido.

Explicou depois que, nestas condições, a iniciativa da reunião se justificava pela necessidade de conhecer as opiniões e as sugestões dos interessados na tomada de decisões extremamente importantes para o futuro da criação de Cavalos Árabes em Portugal. Também referiu como necessário e útil o trabalho de grupo e um maior contacto entre todos aqueles que se interessam pelo PSA.

 

2 – Provas de selecção para reprodutores

Foi explicada a necessidade de manter e se possível melhorar a extraordinária qualidade funcional do Árabe Português, uma das melhores existentes a nível mundial.

Foram lembradas as provas funcionais que antigamente se realizavam na Fonte Boa e que constituíram uma das mais duras e eficazes selecções que o mundo conheceu.

Depois de cada um ter dado a sua opinião, e de uma longa troca de impressões, foi por unanimidade que se decidiu instituir de novo as provas de selecção para reprodutores. Assim, na última semana de Outubro de cada ano, serão organizadas provas testes de selecção para animais (machos e fêmeas) de 3 e de 5 anos. Cada criador ou proprietário decidirá se um seu animal deve fazer as duas provas ou uma só, e qual. Em cada idade as provas terão uma classificação diferente consoante se trate de machos ou de fêmeas. Todas as provas desportivas serão julgadas em acordo com os regulamentos da FEI, e, evidentemente, os controles veterinários durante todo o desenrolar das provas serão decisivos.

Estas provas não são obrigatórias para futuros reprodutores, mas os participantes conhecerão o valor de cada animal pela pontuação obtida e serão gratificados com o prestígio de terem submetido os seus animais aos referidos testes. Nas provas de 5 anos os melhores animais receberão o título de “Reprodutor Elite”, os outros o título de “Reprodutor Testado”.

As provas para os animais de 5 anos serão realizadas num só dia e serão constituídas por:

- de manhã, uma prova de Ensino (elementar) com espádua a dentro; um Cross de 1800 metros com 14 obstáculos simples a uma altura máxima de 1 metro e uma velocidade de 450 m/minuto;

- de tarde, depois de um repouso de 2 horas, terá lugar uma prova de Resistência de 40 km, a uma velocidade de 15 km/hora, seguida por uma prova de Modelo e Andamentos não montada.

(Excepcionalmente, e a pedido, a prova montada de resistência pode ser substituída por uma prova atrelada de resistência, em parâmetros a definir por uma comissão que para o efeito se vai reunir.

As provas para cavalos e éguas de 3 anos serão relativamente fáceis, de forma a não comprometer o futuro do animal e têm como finalidade a indicação do valor do reprodutor. Elas serão constituídas por uma prova de picadeiro (ensino básico, com círculos de 20 metros), uma prova de exterior, sem velocidade imposta, com 10 obstáculos naturais e muito francos (troncos de árvore por exemplo), a uma altura máxima de 50 cm e uma prova de Modelo e Andamentos, não montada.

Todas as provas terão lugar nas novas instalações desportivas da Coudelaria Nacional da Fonte Boa (picadeiro com mais de 60 por 20 metros, percurso de cross com 1800 metros, etc.), que para o efeito foram muito gentilmente postas à disposição dos interessados pelo seu Director, Dr. Mário Barbosa.

Estas provas testes serão anualmente realizadas na última semana de Outubro. As primeiras provas de selecção para reprodutores terão lugar em Outubro próximo.

A reunião foi interrompida ás 22 horas, para jantar, tendo retomado os trabalhos ás 23 horas.

3 – Concursos de Desporto, oficiais e particulares

Foi acordado pelos presentes que além das provas de selecção, serão organizados concursos privados de desporto e que logo que o número de participantes o justifique se solicitará à FEP a realização de um Troféu reservado ao Puro-Sangue Árabe.

 

4 – Concurso de Modelo e Andamentos / “Show”

Todos os presentes reconheceram a utilidade de organizar concursos de Modelo e Andamentos sob a sua forma tradicional e não sob a forma de “SHOW”, utilizada especificamente para o PSA em muitos países.

 

5 – Campeonato Nacional de Portugal de Modelo e Andamentos

Foi reconhecido como uma necessidade a incentivar e a manter. Manuel Heleno lembrou que os criadores devem responder à boa vontade dos organizadores de concursos de Modelo e Andamento para Árabes, nomeadamente o Campeonato de Portugal de Modelo e Andamentos de Santarém, local que tem potencialidade para responder aos requisitos de qualquer tipo de manifestação para PSA.

 

6 – Listagem de Juízes

Para uma melhor organização, e na procura de resultados constantes e homogéneos, foi decidido ser criada uma listagem de Juízes experientes no PSA.

Em previsão do futuro, e dada a necessidade de formar novos juízes para o PSA, também foi decidido propor ou aceitar “Candidatos a Juízes”, que para treino e aprendizagem acompanharão os Juízes titulares em determinado número de provas. O primeiro candidato proposto, e aceite, foi o Dr. Filipe Castro Nunes.

 

7 – Regulamento de Concursos de Modelo e Andamentos para PSA

Os Concursos de Modelo e Andamentos são manifestações públicas que têm por objecto principal facilitar a selecção e a escolha de reprodutores por avaliação das suas qualidades e, assim, contribuírem para o melhoramento das diferentes raças cavalares.

Para atingir esta finalidade é necessário existir a noção exacta da importância do prémio ganho por determinado animal, o que só é possível se todos os eventos organizados no País forem concebidos de forma apropriada, se regerem por um mesmo Regulamento e forem julgados com os mesmos critérios. Por exemplo, dado que um “primeiro prémio” tem pouco significado pois depende da qualidade e do número dos concorrentes, a atribuição de medalhas de ouro, prata ou cobre, será obrigatória em todos os concursos, única maneira de obtermos uma informação fiável sobre o valor de cada indivíduo.

Nestas condições, foi decidido unanimemente pedir à APCRS a homologação do Regulamento de Modelo e Andamentos para o PSA e eventualmente para outras raças que não tenham regulamento específico.

 

8 – Inseminação.

Por unanimidade foi decidido que, dado o pequeno número de PSA existentes, todas as formas de inseminação devem ser autorizadas em Portugal.

 

9 – Actualizar o Stud-book

Embora a WAHO exija a publicação de um volume novo de 2 em 2 anos, dado o pequeno número de animais PSA que nascem anualmente em Portugal, Manuel Heleno obteve o acordo daquela Organização para que seja publicado somente um “suplemento” até que o número de animais inscritos justifique a elevada despesa de um segundo volume.

Esse suplemento deverá ser publicado até Setembro deste ano, data da próxima reunião da WAHO, dado o risco de expulsão se não o fizermos, o que impediria toda e qualquer exportação.

Por intermédio da Direcção da APCRS, deverá ser solicitada ao Estado a verba necessária.

 

- Pontos 10, 11 e 12 da Agenda (tratados em conjunto)

Como forma eficaz e rápida de atrair o mercado internacional do PSA, Manuel Heleno propôs a realização de um evento invulgar que originasse um grande interesse internacional, e consequentemente uma grande publicidade e uma fácil sponsorização.

Dado o sucesso mundial do PSA em provas de resistência, trata-se de organizar um Raid Internacional de 1000 Km, realizado em 2 fases:

- 1ª fase: 500 km em diferentes percursos de concentração dos concorrentes para a cidade de onde será dada a partida para a 2ª fase. As partidas para esta 1ª fase serão dadas de França, Espanha, Marrocos e Portugal. A velocidade exigida será bastante reduzida.

- 2ª fase: 500 km de percurso comum, da cidade de concentração ao local de chegada (Lisboa, Cascais, Alter ou Santarém). Será esta a fase de verdadeira competição. Evidentemente, os regulamentos internacionais da disciplina serão sempre aplicados.

Para completar o dia da chegada dos concorrentes, seriam organizadas diferentes festejos com provas internacionais para PSA, como um Concurso Completo e um Concurso de Modelo e Andamentos.

A ideia foi aprovada por unanimidade e entusiasmo, dado o grande impacto que pode ter. Uma comissão constituída por Manuel Heleno, Vasco Mira Godinho Avó e Pedro Rosazza Ferraris de Saldanha foi encarregue de se debruçar sobre o assunto e começar os primeiros estudos e contactos.

 

13 – Site Internet;  14 – Valorizar o PSA

Foi proposta a realização de um site na Internet. Esse site, além de dar a conhecer as extraordinárias qualidades funcionais do PSA português, teria uma página dedicada a cada criador nacional, além de publicar notícias, resultados e em geral tudo o que prestigie o Árabe nacional. Se necessário os custos anuais seriam suportados pelos criadores interessados.

Sugestão aprovada por unanimidade, será desde já alvo de estudo.

Para facilitar o referido trabalho e ganhar tempo, os interessados ficam desde já convidados a enviar um breve resumo da sua Coudelaria, ou animais reprodutores (máximo 25 linhas dactilografadas), bem como três fotografias de qualidade.

 

15 – Reuniões futuras de criadores e proprietários de PSA

Dado o interesse com que o encontro decorreu, foi decidido que todos os anos haveriam 2 novas reuniões em datas fixas:

- última sexta-feira de Janeiro de cada ano

- última sexta-feira de Junho de cada ano.

Ficou desde já assente que a próxima reunião será dia 28 de Junho, às 13 horas, em casa do Sr. Eng. João Nogueira Lopes Aleixo, que muito amavelmente decidiu receber os interessados.

 

16 – Assuntos não especificados

O Dr. Filipe Castro Nunes lembrou que para evitar um excesso de consanguinidade haveria o maior interesse em que o Estado importasse um garanhão PSA funcional, necessidade confirmada pelo Dr. Mário Barbosa e por todos os presentes. Falou-se de vários países: Polónia, Espanha e Egipto. Foi pedido ao Dr. Manuel Heleno um contacto com os responsáveis Polacos e Espanhóis, durante a próxima reunião da ECAHO em Viena, no sentido de se informar sobre as possibilidades oferecidas por aqueles países.

 

O Sr. Vasco Mira Godinho Avó propôs que a APCRS criasse troféus anuais para recompensar os melhores PSA, troféus esses que seriam distribuídos quando das grandes manifestações hípicas, largamente cobertas pelos média.

A sugestão foi evidentemente aprovada por unanimidade e dela se vai dar conhecimento à referida entidade.

Tendo-se dado cumprimento à Agenda, a reunião foi levantada ás 3 horas da manhã do dia 1 de Fevereiro de 2002.

Evidentemente, quando for caso disso, todas as decisões tomadas serão comunicadas aos responsáveis nas diferentes matérias, com o pedido de aprovação.

 

horizontal rule

Acolhimento Topo

horizontal rule

Torne-se nosso sócio ( Ver página "Ser Sócio" )

 Deseja uma informação ? Deseja impressos ?
Envie um correio electrónico para:
secretaria.psa@gmail.com 
ou secretaria.aa@gmail.com
ou
secretaria.lusarb@gmail.com
Telefone para (00351) 266 769 564 / 5
Fax para (00351) 266 769 566
Escreva para a Secretaria: Rua Diana de Liz - Horta do Bispo
Apartado 320  -  7006-804 Évora (Portugal)

horizontal rule

Web design: MH
Copyright © 2006 Puro Sangue Árabe
Última actualização: 10 novembre 2012